Português English

Where To Buy Abortion Pill

Pregnancy Termination Pregnancy Termination Order

 
 
 
 
        

HISTÓRIA

 

    
 

 

Os Hospitalários de São João de Jerusalém são conhecidos por volta de 1048 como uma comunidade monástica tratando dos peregrinos doentes e acolhendo os indigentes.
Sob a orientação do Bem-Aventurado Beato Gérard e pela Bula do Papa Pascoal II de 1113, o Hospital de São João torna-se uma ordem da Igreja gozando assim de isenções. Perante a responsabilidade de assumir a defesa militar dos territórios cristãos, a Ordem torna-se uma Ordem de cavaleiros e militares. 
Hospital de São João de Jerusalém na Idade Média
 
 
1310: Rodes

 

Em 1291, após a perda de São João d’Acre, último bastião da Cristandade na Terra Santa, a Ordem instala-se em Chipre. Seguidamente, a Ordem apodera-se da Ilha de Rodes em 1310, adquirindo assim uma soberania territorial. Para defender o mundo cristão, a Ordem equipou-se com uma poderosa frota, patrulhou os mares orientais participando em numerosas batalhas.
A Ordem governada por um Grão-Mestre, Príncipe Soberano de Rodes, e por um concelho soberano cunha a sua própria moeda e mantém relações diplomáticas com outros Estados. Os Cavaleiros repelem com sucesso inúmeros assaltos dos Otomanos mas, atacados por Solimão-o-Magnifico com uma potente frota e numerosa armada, acabam por capitular e deixar a ilha com honras militares em 1 de Janeiro de 1523.
 
Hospital fo Rhodes
Hospital de Rhodes
  

 
A galley of the Grand Master of Roham   
1530: Malta

Durante os sete anos seguintes, a Ordem, conservando a sua soberania, encontra-se sem territórios até ao momento em que o Imperador Carlos V lhe cede as ilhas de Malta, Gozo e Comino, bem como a cidade de Tripoli com feudo soberano. A 26 de Outubro de 1530 a Ordem apodera-se de Malta com a aprovação do Papa Clemente VII. Aquando do Grande Cerco, de Maio a Setembro de 1565, os Otomanos são derrotados pelos Cavaleiros sob o comando do Grão-Mestre Frei Jean de La Valette (o qual deu o nome à capital de Malta). A frota da Ordem de S. João (ou de Malta como começou a ser denominada) foi uma das mais poderosas do Mediterrâneo e contribuiu para a grande derrota dos Otomanos na Batalha de Lepanto em 1571.
 A galera do Grão-Mestre de Roham
 
 
 
1798: No Exílio

Em 1798, Bonaparte, a caminho do Egipto, ocupa a Ilha de Malta. Respeitando a Regra da Ordem, que os impede de combater contra outros cristãos, os Cavaleiros não resistem e são obrigados a deixar Malta. Em 1800, os Ingleses ocupam Malta. Apesar do reconhecimento dos direitos soberanos sobre Malta pelo Tratado de Amiens (1802) a Ordem não pode retomar a posse da ilha. Malta torna-se uma colónia inglesa até 1962.

 
 
 
   Grand Master La Valette Parisot (1565) 

1834: Roma

Depois de se instalar temporariamente em Messina, Catânia e Ferrara, a Ordem instala-se definitivamente em Roma em 1834, no Palácio de Malta, via Condotti, e na Villa Malta em Aventino, gozando de extraterritorialidade. A missão original da Ordem, o serviço aos pobres e doentes, volta a ser a missão principal da mesma. As actividades hospitalarias e caritativas levadas a cabo em grande escala durante a Primeira Guerra Mundial são ainda intensificadas durante a Segunda Guerra de 1939/45. Desde então, são consideravelmente desenvolvidas sob o governo do Grão-Mestre Frei Ângelo de Mojana (1962-1988) e agora pelo seu sucessor, o actual Príncipe e 78º Grão-Mestre, Frei Andrew Bertie.

 Grão-Mestre La Valette Parisot (1565)

 
 

Topo

 
 

Copyright © 2007-2008 * Embaixada da Ordem Soberana de Malta * Todos os direitos reservados